O QUE É LER/DORT?

By 5 de dezembro de 2016Slider

A sigla LER significa lesão por esforços repetitivos, sendo também denominada como distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho – DORT. São doenças caracterizadas pelo desgaste de estruturas do sistema músculoesquelético que atingem várias categorias profissionais.

Geralmente são causadas por movimentos reincidentes e contínuos com consequente sobrecarga dos nervos, músculos e tendões. O esforço excessivo, má postura, stress e condições desfavoráveis de trabalho também contribuem para o aparecimento da LER.

Vale mencionar que as doenças relacionadas ao trabalho têm implicações legais que atingem a vida do cidadão. O seu reconhecimento é regido por normas e legislações específicas a fim de garantir a saúde e os direitos dos trabalhadores.

A LER ou DORT tem três estágios. O primeiro é caracterizado por dor e cansaço em membros superiores durante a jornada de trabalho, com melhoria nos fins de semana e sem interferência na produtividade. No estágio dois, há dor recorrente e cansaço persistente. A dor aparece em períodos fora do trabalho: pode haver dor à palpação do grupo muscular, edema ou nodulação acompanhando a bainha dos tendões envolvidos. Nos casos com comprometimento neurológico compressivo, a Eletroneuromiografia evidencia a alteração. No estágio três, existe dor contínua, mesmo em repouso, e edema persistente. A capacidade de trabalho e as atividades diárias são prejudicadas, pode haver atrofia e são comuns alterações psicológicas, como depressão e ansiedade.

Para caracterização de LER, deve-se comprovar um nexo causal entre a atividade exercida no trabalho e a patologia adquirida. O diagnóstico diferencial deve excluir as tendinites, tenossinovites e neuropatias secundárias a outras patologias, como reumatismo, osteoartrite e doenças metabólicas, como diabetes, hipotireoidismo, gota etc. Existem várias teorias para a causa do aumento do número de casos de LER/DORT.

O tratamento contra o LER pode ser feito de forma clínica com o uso de anti-inflamatórios, analgésicos e fisioterapia ou em casos mais avançados com cirurgia.

A prevenção da LER engloba um conceito conhecido como ergonomia, que consiste em adaptar o meio de trabalho às características anatômicas e fisiológicas do ser humano, de forma que o trabalho e todos os objetos relacionados a ele não causem dano ou injúria ao indivíduo.