Gerenciamento de dados: quais erros seu cliente não está vendo por falta de tempo (e como ajudá-lo)

By 19 de outubro de 2017Slider
Gerenciamento de dados quais erros seu cliente não está vendo por falta de tempo (e como ajudá-lo)

A rotina cheia de um departamento de RH (Recursos Humanos), muitas vezes, impede que um bom gerenciamento de dados em saúde ocupacional aconteça e por conseguinte a gestão dessa área fica aquém do que poderia.

Diante desse cenário, você, corretor, pode encontrar uma excelente oportunidade. As novas tendências de mercado trazem a necessidade de um vendedor consultor. Um profissional que entenda os desafios que o cliente vive e saiba propor soluções efetivas para superá-los.

Se o seu cliente está errando, se prejudicando é a sua chance de ter um atitude consultiva e ajudá-lo a solucionar problemas. É a sua hora de mostrar que ele pode estar perdendo dinheiro por não contar uma área de Saúde Ocupacional mais inteligente, que faça uma gestão mais atenta dos colaboradores.

Para te ajudar nessa jornada consultiva o blog post de hoje vai falar sobre os principais erros em Saúde ocupacional que o seu cliente comete por falta de tempo e daremos dicas para você ajudá-lo. Confira.

O seu cliente não conhece bem o perfil de saúde dos colaboradores

Com tantas guias, folhas de pagamentos, problemas com turnover, contratações, questões com o INSS, dificilmente o seu cliente vai despender tempo do setor de RH para obter e analisar informações importantes como os dados clínicos dos colaboradores. Tais dados podem fornecer a história clínica, medicamentosa, hábitos de vida , prática de atividades físicas, relações sociais e psicológicas dos indivíduos, ou seja, podem definir o perfil de saúde dos colaboradores.

Com o conhecimento desse panorama, é possível saber como os funcionários utilizam os serviços médicos, quais são as maiores demandas em saúde, quais os problemas afastam os trabalhadores de seus postos e muito mais. Conhecer o perfil de saúde dos colaboradores é fundamental para traçar estratégias em Saúde Ocupacional que dêem resultado.

As estratégias de Saúde Ocupacional estão inadequadas

Esse é um dos erros mais comuns. Uma pesquisa recente da Associação Brasileira de Qualidade de Vida (ABQV), por exemplo, revelou que a maioria das empresas brasileiras afirma ter programas de incentivo à prática de esporte, mas 70% de seus empregados são sedentários. O que isso nos mostra? A falta de conhecimento do perfil dos colaboradores e a falta de eficiência do programa de bem-estar escolhido.

Se o seu cliente não tem tempo e esse é um desafio para ele, você pode ajudá-lo nessa análise de dados. Você pode mostrar para ele qual é o perfil de saúde dos colaboradores e oferecer soluções que reduzam, por exemplo, os custos com o plano de saúde ou mesmo você pode propor programas de bem-estar e qualidade de vida adequados e personalizados às necessidades dele. Assim a sua venda torna-se consultiva, diferenciada e resolutiva para o cliente.

Ele não faz o levantamento dos indicadores de produtividade

Produtividade é algo que toda empresa deseja, mas que nem sempre consegue. A maioria dos gestores não enxerga os sabotadores da produtividade e, na área de RH, a saúde fragilizada dos colaboradores é um desses sabotadores. Trabalhadores doentes produzem menos, se afastam mais dos postos de trabalho e perdem criatividade, motivação e desempenho no dia a dia.

Ajude seu cliente a analisar e conhecer os indicadores de produtividade, como por exemplo: causas de afastamento, percentual e tipo de acidentes de trabalho, riscos ambientais, nível de satisfação com o ambiente de trabalho etc..

Faça um diagnóstico junto com ele e proponha soluções que aumentem a produtividade, reduzam custos com absenteísmo e, consequentemente, aumentem a rentabilidade do negócio. Agindo assim, você vai demonstrar autoridade em saúde ocupacional, vai prestar uma consultoria importante e personalizar novamente as soluções para o seu cliente. Desse modo, você terá maior chance de levar o seu cliente a ter os melhores resultados e vê-lo satisfeito com os seus serviços.
Deu pra perceber que somente com uma gestão eficiente de dados é possível ter a Saúde Ocupacional funcionando de maneira inteligente e efetiva. Já pensou em oferecer para o seu cliente uma solução inovadora nesse gerenciamento? Conheça o sistema online de gestão integrada da Saúde da RH Health.