Como escolher o plano de saúde com base na rede de atendimento

By 11 de janeiro de 2017Slider
como-escolher-plano-de-saude-com-base-na-rede-de-atendimento

Um bom plano de saúde, com ampla rede de atendimento, pode ser fator decisivo para que aquele profissional extremamente competente e cobiçado por várias corporações, resolva optar por colocar seu talento a serviço de uma determinada empresa.

Considerado item de valorização profissional, benefício é assunto sério requerendo estudos minuciosos no momento de selecionar os mais indicados para o público interno da instituição.

Bolsas de estudo, convênio com farmácias ou academias são opções que costumam cativar os colaboradores, mas o plano de saúde figura imbatível no topo da lista de benefícios mais valorizados.

Por ser desejado pela equipe e significar tranquilidade e produtividade para a empresa, trata-se de item obrigatório, cabendo ao gestor escolher a melhor opção possível.

É recomendável ter muito claro qual o perfil dos beneficiários, de modo a escolher o produto que atenda as necessidades e avaliar minuciosamente os contratos, certificando-se que as regras para reajuste de mensalidade – e para uma eventual rescisão – sejam claras e justas.

Além dos cuidados já citados, um dos critérios mais importantes para selecionar o plano de saúde ideal baseia-se na rede de atendimento, composta por médicos das mais variadas especialidades, hospitais, clínicas, laboratórios  que prestarão o serviço aos beneficiários, o bem mais valioso da empresa.

2 dicas fundamentais no momento de analisar a rede de atendimento disponível

1- Proximidade com a empresa

Verifique se existem hospitais, clínicas e laboratórios próximos à localização da empresa. Quanto mais perto, menor será o tempo gasto pelo colaborador para cuidar da saúde e, consequentemente, menor será o tempo que permanecerá fora da instituição, longe de suas funções.

2- Abrangência da rede credenciada

Os planos de saúde podem ter abrangência regional, estadual, nacional, ou até mesmo internacional – em casos de viagem -, influenciando o valor do plano.

Por isso, é importante levar em conta qual a necessidade. Para funcionários que não precisam viajar e moram no mesmo município da empresa, um plano regional é suficiente para atender bem o colaborador e seus dependentes. Em contrapartida, aqueles que costumam viajar a serviço, convém um plano que garanta atendimento durante esses deslocamentos.

Outro detalhe diz respeito a especialistas que costumam ser procurados pelos colaboradores. Suponhamos que funcionários de uma empresa de tinta, costumam procurar constantemente médicos alergistas ou especialistas em pulmão. Nesse caso vale a pena conferir a quantidade de profissionais nessas áreas, bem como a reputação que gozam entre os pacientes e colegas do setor.

A RH Health conta com mais de 1.500 redes credenciadas. Converse com um de nossos consultores e descubra como podemos ajudar na Gestão da Saúde da sua empresa.